Cancer de Pele.net.br - Dr Gustavo Alonso

Pesquisa rápida:

 Tratamentos para o carcinoma basocelular

 O carcinoma basocelular tem cura?

 Sim, este é um câncer de excelente prognóstico,com altos índices de cura. Quanto mais precoce o diagnóstico, mais fácil de tratar. Quando o carcinoma basocelular é diagnosticado em fases iniciais podemos inclusive tratá-lo sem cirurgia. É importante lembrar que todo câncer deve receber o melhor tratamento possível logo na primeira tentativa, evitando que o câncer recidive. Como regra o melhor tratamento para o carcinoma basocelular é a cirurgia, mas existem outros tratamentos:

 

Tratamento não cirúrgicos:

 

A destruição por congelamento do tumor é bastante eficaz no tratamento do carcinoma basocelular.  No geral a resposta terapêutica é boa, com recidivas menores que 10%.

 

  • Radioterapia no tratamento do carcinoma basocelular

 

Radioterapia pode ser usada como tratamento primário do CBC com intenção curativa, ou como tratamento associado. Pode ser usada antes da cirurgia para diminuir o tamanho do tumor ou pós-operatório para evitar recidivas. Quando usada com intenção curativa, tem bons índices de cura.  

 

 

Também conhecido como PDT (photodynamic therapy). Tratamento mais recente que usa um agente fotossensibilizante na presença de uma fonte luminosa apropriada para causar morte celular e destruição seletiva do tumor. Atualmente está indicada somente para casos de carcinoma basocelular superficial. Seu uso em outras formas de CBC ou mesmo em variantes agressivas não é indicado. Tem uma boa resposta terapêutica e um excelente resultado cosmético.

 

  • Imiquimod no tratamento do carcinoma basocelular: 

 

É uma substância de uso tópico, em creme. Age sobre o sistema de defesa do corpo, fazendo com que o próprio corpo reaja contra o tumor. Tem boa resposta terapêutica e excelente resultado cosmético. Pode ser associada a cirurgias para reduzir a cicatriz final. É um tratamento bastante indicado para pacientes sem condições clínicas de realizar cirurgia. Seu uso deve ser sempre supervisionado por um médico especialista. Mesmo sendo produto de uso tópico, tem toxicidade e diversos efeitos colaterais. Não deve ser nunca usado como automedicação! 

  • Tratamento do carcinoma basocelular com imiquimod tópico. Excelente resultado.Tratamento do carcinoma basocelular com imiquimod tópico. Excelente resultado.
  • Tratamento combinado: imiquimod + cirurgia. Excelente resultado estético.Tratamento combinado: imiquimod + cirurgia. Excelente resultado estético.

 

Tratamentos cirúrgicos para o carcinoma basocelular

 

É o método de escolha no tratamento do carcinoma basocelular.A cirurgia remove o tumorjuntamente com margem de segurança de pele normal. A margem depende da localização do tumor e do tipo do tumor. Um médico especialista sabe a margem adequada para remover completamente o tumor, sem risco de recidiva.  A cirurgia quando feita de forma adequada é curativa e dependendo da área operada o resultado estético é muito bom.

 Carcinoma basocelular em região malar, tratado com cirurgia. A-Tumor B- Demarcação do tumor, C- resultado após 7 dias da cirurgia, D- Resultado final após 6 meses, com excelente resultado estético, cicatriz quase imperceptível.Carcinoma basocelular em região malar, tratado com cirurgia. A-Tumor B- Demarcação do tumor, C- resultado após 7 dias da cirurgia, D- Resultado final após 6 meses, com excelente resultado estético, cicatriz quase imperceptível.

Carcinoma basocelular do nariz, tratado com cirurgia, cicatriz quase imperceptível.Carcinoma basocelular do nariz, tratado com cirurgia, cicatriz quase imperceptível.

 

 

 

Nesta modalidade cirúrgica, após a retirada, todo o tumor é enviado para um exame de biópsia por congelação onde 100% de suas margens cirúrgicas são avaliadas. O próprio médico que realiza a cirurgia vai avaliar a biópsia e verificar se todo o tumor foi retirado. É a cirurgia indicada em casos de CBC recidivado.

  

Considerações finais:

 O carcinoma basocelular, por seu comportamento pouco agressivo tende a ser negligenciado por médicos e pacientes. É fundamental que o tratamento seja conduzido por um médico especialista e preferencialmente experiente no assunto. Pesquisas estão ocorrendo e novos tratamentos tem surgido com excelentes resultados. 

  

Autor: Dr. Gustavo Alonso Pereira

  

 Bibliografia:

1.Alessi SS, Sanches JA, Oliveira WR, Messina MC, Pimentel ER, Festa Neto C. Treatment of cutaneous tumors with topical 5% imiquimod cream. Clinics (Sao Paulo). 2009;64(10):961-6.

2.Avril MF, Auperin A, Margulis A et al. Basal cell carcinoma of the face: surgery or radiotherapy? Results of a randomized study. British Journal of Cancer, vol. 76, no. 1, pp. 100– 106, 1997.

3.Caresana G, Giardini R. Dermoscopy-guided surgery in basal cell carcinoma. J Eur Acad Dermatol Venereol. 2010 Dec;24(12):1395-9.

4.Ceilley RI, Del Rosso JQ. Current modalities and new advances in the treatment of basal cell carcinoma. Int J Dermatol. 2006 May;45(5):489-98.

5.Dermatologia. Sebastião A. P. Sampaio. Evandro A. Rivitti. 2ª edição. São Paulo: Artes Médicas, 2001.

6.Gulleth Y, Goldberg N, Silverman RP, Gastman BR. What is the best surgical margin for a Basal cell carcinoma: a meta-analysis of the literature. Plast Reconstr Surg. 2010 Oct;126(4):1222-31.

7.Hernández-Machin B, Borrego L, Gil-García M, Hernández BH. Office-based radiation therapy for cutaneous carcinoma: evaluation of 710 treatments. Int JDermatol. 2007 May;46(5):453-9.

8.Hulyalkar R, Rakkhit T, Garcia-Zuazaga J. The role of radiation therapy in the management of skin cancers. Dermatol Clin. 2011 Apr;29(2):287-96.

9.Kokoszka A, Scheinfeld N. Evidence-based review of the use of cryosurgerytreatment of basal cell carcinoma. Dermatol Surg. 2003 Jun;29(6):566-71.

10.Lawrence CM. Mohs' micrographic surgery for basal cell carcinoma. Clin Exp Dermatol. 1999 Mar;24(2):130-3.

11.Leibovitch I, Huilgol SC, Selva D, Richards S, Paver R. Basal cell carcinoma  treated with Mohs surgery in Australia II. Outcome at 5-year follow-up. J Am Acad Dermatol. 2005 Sep;53(3):452-7.

12.Morton CA, McKenna KE, Rhodes LE; British Association of Dermatologists Therapy Guidelines and Audit Subcommittee and the British Photodermatology Group. Guidelines for topical photodynamic therapy: update. Br J Dermatol. 2008 Dec;159(6):1245-66.

13.Patel RV, Frankel A, Goldenberg G. An update on nonmelanoma skin cancer. J Clin Aesthet Dermatol. 2011 Feb;4(2):20-7.

14.Santiago F, Serra D, Vieira R, Figueiredo A. Incidence and factors associated with recurrence after incomplete excision of basal cell carcinomas: a  study of 90 cases. J Eur Acad Dermatol Venereol. 2010 Dec;24(12):1421-4.

15.Smeets NW, Stavast-Kooy AJ, Krekels GA, Daemen MJ, Neumann HA. Adjuvant cytokeratin staining in Mohs micrographic surgery for basal cell carcinoma. Dermatol Surg. 2003 Apr;29(4):375-7.

16.Telfer NR, Colver GB, Morton CA; British Association of Dermatologists. Guidelines for the management of basal cell carcinoma. Br J Dermatol. 2008 Jul;159(1):35-48.

17.Tovo LFR, Festa-Neto C, Castro CVB, Sampaio SAP. Carcinoma Basocelular. Projeto Diretrizes, volume III. Associação Médica Brasileira ;Brasília, DF : Conselho Federal de Medicina, 2005.