Cancer de Pele.net.br - Dr Gustavo Alonso

Pesquisa rápida:

Novos tratamento para Melanoma.

O tratamento de melanomas em estágios avançados sempre teve resultados desanimadores. Agora uma série de novas medicações começam a mudar este cenário. Ainda estamos longe da cura, mas os resultados são animadores com melhoria na sobrevida dos casos de melanoma metástico.Melanoma Maligno em região de mamilo.Melanoma Maligno em região de mamilo.

Ipilimumabe (Yervoy®) da Bristol Myers Squibb

Ipilimumabe está disponível no Brasil desde o primeiro trimestre de 2013 no Brasil. É uma medicação de uso endovenoso, sendo aplicada em centros de infusão.

Ipilimumabe age aumentando a capacidade do sistema de defesa do paciente em reconhecer e eliminar o câncer. Ipilimumabe é um anticorpo monoclonal que bloqueia o receptor CTLA-4 dos linfócitos T. Desta forma ocorre uma perda da inibição dos linfócitos T e um aumento da resposta imunológica. Ipilimumabe foi a primeira medicação que de verdade melhorou o prognóstico de doentes com melanomas metastáticos. È uma medicação que trata o melanoma pelo estímulo do sistema imunológico. Este funcionamento aumentado do sistema imunológico faz com que os principais efeitos colaterais da medicação sejam “alérgicos” como dermatites, hepatites, nefrites entre outros.

Vemurafenibe (Zelboraf®) da Roche

Em aproximadamente 50-60% dos melanomas existe uma mutação no Gene BRAF. Destas mutações 90% se devem a uma alteração de um aminoácido na posição 600 do gene, conhecida como V600E.

O Vemurafenibe, já está disponível no Brasil desde Novembro de 2012, é uma medicação de uso via oral.  Trata-se de uma nova classe de remédios conhecidos como terapia alvo. O vemurafenibe bloqueia especificamente a mutação no gene BRAF V600E. Por ser tão específico, atuando somente nos melanomas que apresentam esta mutação, é necessário pesquisar se o doente tem ou não a mutação antes de receber o tratamento com Vemurafenibe. 

Dabrafenibe (Tafinlar®) da GlaxoSmithKline

Aprovado em Maio de 2013 pelo FDA, ainda não dispoível no Brasil. 

Assim como o Vemurafenibe, o Dabrafenibe é um inibidor do gene BRAF mutado, atuando tanto sobre a mutação BRAF 600E como BRAF 600K. O Dabrafenibe é muito semelhante ao Vemurafenibe em eficácia, mas parece ter um perfil de segurança maior, com menos efeitos colaterais. Um vantagem adicional do Dabrafenibe é sua atuação em metástases cerebrais.

Trametinibe (Mekinist®) da GlaxoSmithKline

Também recentemente aprovado pelo FDA, mas ainda não dispovível no Brasil.

O Trametinibe atua sobre a mesma via enzimática do Dabrafenibe e Vemurafenibe: a via MAPK kinase. Por inibir esta via em um ponto diferente das medicações anteriores (MEK ao invés de BRAAF), pode ser combinado com Dabrafenibe aumentando a eficácia. A associação das duas drogas se mostrou mais eficaz que o uso de Dabrafenibe isolado, sem aumentar em demasia os efeitos colaterais.

 

Autor: Gustavo Alonso Pereira

Bibliografia:

  1. Sharma A, Shah SR, Illum H, Dowell J. Vemurafenib: Targeted Inhibition of Mutated BRAF for Treatment of Advanced Melanoma and Its Potential in Other Malignancies. Drugs. 2012 Nov 2.
  2. Jordan EJ, Kelly CM. Vemurafenib for the treatment of melanoma. Expert Opin Pharmacother. 2012 Dec;13(17):2533-43.
  3. Julia F, Thomas L, Dalle S. New therapeutical strategies in the treatment of metastatic disease. Dermatol Ther. 2012 Sep;25(5):452-7
  4. Balakan O, Süner A, Yiğiter R et al. Long-term Survival in Metastatic Malignant Melanoma: Ipilimumab Followed by Vemurafenib in a Patient with Brain Metastasis. Intern Med. 2012;51(19):2819-23.
  5. Garbe C, Peris K, Hauschild A etDiagnosis and treatment of melanoma. European consensus-based interdisciplinary guideline -Update 2012. Eur J Cancer. 2012 Oct;48(15):2375-90.
  6. Wolchok J. How recent advances in immunotherapy are changing the standard of care for patients with metastatic melanoma. Ann Oncol. 2012 Sep;23 Suppl 8.
  7. Flaherty KT, Infante JR, Daud A et al. Combined BRAF and MEK inhibition in melanoma with BRAF V600 mutations. N Engl J Med. 2012 Nov;367(18):1694-703. 
  8.  Menzies AM, Long GV, Murali R. Dabrafenib and its potential for the treatment of metastatic melanoma. Drug Des Devel Ther. 2012;6:391-405